Como aplicar os 4Ps do marketing a sua estratégia de e-commerce

Um dos conceitos clássicos do marketing é a análise dos 4Ps. O conceito foi criado por Neil Borden em 1949 e norteou muitas estratégias e ações ao longo dos últimos 70 anos. O mundo tornou-se digital e muitas coisas mudaram desde então.

Mas quem disse que este conceito está ultrapassado? Pois é, para entender como isso ainda pode ser utilizado, confira como os 4Ps são aplicados no e-commerce e de que maneira pode potencializar as suas estratégias. Boa leitura.

Produto

O produto é aquilo que o E-commerce vende – seja ele físico ou digital, como cursos, e-books, entre outros. Isso já está presente nas estratégias pré-internet e, portanto, não é uma novidade. A diferença aqui é que a apresentação do produto precisa ser atrativa o suficiente para que o usuário clique e realize a sua compra, incluindo, aqui questões relacionadas ao User Experience (UX), design, fotografia de produto, entre outros recursos.

Alguns pontos que você pode considerar são:

  •  Como seu produto difere dos concorrentes?
  • Como realçar os motivos pelos quais os consumidores escolhem seu produto e não o dos concorrentes na sua página?
  • O que atrai o público para comprar o seu produto? De que maneira explorar isso nos recursos visuais da imagem do seu produto ou no site?

Preço

O fator preço está relacionado com o valor sobre o qual você cobra pelos produtos. Aqui temos uma tensão entre duas variáveis: quem vende gostaria de colocar o maior valor possível, para ter maior margem de lucro. Já o consumidor quer ter o menor gasto possível.

O preço precisa, portanto, estar no meio termo disso. Lembre-se, que para o seu e-commerce, as estratégias de precificação também estão alinhadas com o posicionamento da marca. Preços muito baixos podem significar baixa qualidade, e aqueles mais altos do que a concorrência, sem apresentar o valor agregado da maneira correta, podem afastar clientes.

SEO para E-commerce

Praça (lugar)

Aqui entramos no “P” mais sensível e, ao mesmo tempo, mais estratégico do E-commerce, ou seja, como trabalhar o local no qual você vai expor seus produtos? Tanto para a loja física quanto para a virtual, há uma máxima que deve ser considerada: esteja no local em que seus clientes estão.

Isso porque atualmente temos várias formas de comercializar produtos que não se restringem apenas a plataforma principal. Desta forma, você pode explorar outras estratégias tais como:

  • vender em marketplace;
  • adotar o Live Commerce;
  • adotar o Social Commerce;
  • adotar o Conversational Commerce.

Com isso, você encontra mais pontos de contato com seus clientes, potencializando as chances de conversão, oferecendo formas mais práticas de encontrarem o seu produto.

Promoção

O último “P” do marketing, quando pensamos no e-commerce, tem uma série de vantagens que facilitam os processos. A promoção é a responsável por dar visibilidade a sua loja como um todo. Ou seja, está relacionado com todas as estratégias que aproximam o público dos produtos e serviços que você oferece.

O marketing aqui é um dos grandes aliados. E temos algumas questões importantes a serem pensadas:

  • Em quais locais o seu público-alvo está? Quais as plataformas utilizadas?
  • Qual o tom que você deseja dar para as ações do seu negócio?
  • Qual o perfil de quem compra em sua loja?
  • Quais são as estratégias mais modernas de atuação de marketing para E-commerce?

Os 4Ps aplicados ao e-commerce, quando são bem delimitados, permitem que você crie estratégias mais eficientes para conquistar a atenção dos seus clientes e, assim, potencializar resultados.

Por isso, é fundamental que não fique dúvidas sobre esse tema! Se você ainda tem alguma questão, nos envie que responderemos!

Escrito por:
Felipe Macedo, co-CEO & Founder
at Corebiz