Por que devo aplicar UX design no meu e-commerce?

Os hábitos de gastos globais mudaram desde 2020, à medida que a pandemia se espalha e o isolamento social continua. De acordo com a pesquisa “Shopping During The Pandemic” da Ipsos com entrevistados de 28 países, 47% dos brasileiros estão comprando mais online do que antes da pandemia da Covid-19. Globalmente, o número é de 43%. Isso significa que os sites de comércio eletrônico precisam estar preparados para as necessidades e mudanças no comportamento do usuário.

Portanto, não basta apenas ter ofertas incríveis, é necessário entregar também uma experiência positiva e satisfatória que cative os usuários para a sua marca. É exatamente nesse ponto crítico que o UX design age no e-commerce. Pois ele permite a criação de sites com uma estratégia focada na experiência do usuário com um ambiente onde ele possa navegar espontaneamente na loja virtual e fazer compras com facilidade, trazendo assim uma usabilidade simples e ágil para o site.

Aplicando UX design no meu e-commerce

O UX design vai tratar de todos os aspectos relacionados à experiência do usuário, não apenas a estética, considerando a forma que o mercado atua.  Portanto, é importante considerar como os produtos são organizados, bem como as categorias e subcategorias em que são classificados. Dessa forma, os usuários poderão encontrar o que desejam e navegar no site de forma mais objetiva.

Por exemplo, com UX Strategy você pode obter ganhos para o site e para o usuário, entendendo o objetivo, como, porquê e para quem está desenvolvendo a experiência de compra. Além de traçar a estratégia do site e-commerce, visando entender como funcionaria, o desafio, o cenário atual e o objetivo final. Com isso, trazer uma análise da marca e posicionamento, e análises de benchmark. 

Ao utilizar o UX Research é possível identificar quem é o usuário por meio de pesquisas quantitativas, utilizando uma grande massa de pessoas para enxergar dados em grande escala, dos mais diversos, sejam dados demográficos; informações sobre profissão; grau de escolaridade; perfil comportamental; apps que utiliza; sites que acessa recorrentemente; perfil tecnológico; consumo de mídia; influenciadores; dores com a marca e site em foco; mapa de empatia; etc. E para complementar, pode-se utilizar da pesquisa qualitativa, afim de consolidar essas informações e traçar estratégias para criar as personas. 

Já ao aplicar o UX Writer, você obtem uma análise do texto, utilizando-a para orientar os usuários a obter o que precisam, por exemplo, fazer compras, escolher um destino de férias ou comprar ingressos de cinema. Além disso, é possível usar métricas para pesquisar e dados para criar texto e interagir com o produto que você está desenvolvendo para criar ferramentas de dados e relacioná-las ao site de e-commerce.

E por fim, o UI (User Interface), a interface do site, trabalha-se, tipografia, botões, ícones, cores, etc… O design pode trazer diversos benefícios para o e-commerce. Se combinarmos, ainda, com o UX (user experience), podem melhorar os resultados e auxiliar as empresas a aumentar não só o número de clientes como também melhorar a fidelização dos consumidores.

O UX design pode também trazer melhorias e estudos para novas iniciativas para o e-commerce, afim de encontrar formas diferenciadas de entregar o conteúdo adequado, com todas as informações necessárias para os seus usuários, tornando a navegação das suas páginas muito mais simples, rápida e satisfatória.

O aspecto mais importante da experiência do usuário no comércio eletrônico é o retorno do investimento (ROI). É o cálculo realizado para entender se o investimento de uma empresa está gerando retorno ou não para o negócio. Portanto, com uma boa usabilidade do site, o ROI do e-commerce tende a ser positivo, pois aumenta as conversões dentro do site. Isso significa que seu negócio investe menos e é mais lucrativo.

Jornada do usuário no e-commerce

Mesmo o comprador mais impulsivo não entra acidentalmente em um site e compra logo de cara o que está procurando. Todo consumidor passa por algum processo antes de concluir uma compra.

Isso é o que chamamos de jornada do usuário. Ela inicia a partir do momento em que ele realiza a pesquisa no Google e descobre que precisa do produto X, em seguida ele acessa seu site, descobre que sua loja tem o que ele deseja; considera comprar o produto, e então decide finalmente comprá-lo.

Em outras palavras, a jornada começa com a descoberta de um produto. De um modo geral, os clientes devem estar atentos aos seguintes pontos para concluir a compra:

  1. Introdução do produto e como resolver os problemas dos clientes. Isso pode ser feito nas redes sociais, por exemplo, por meio de postagens patrocinadas no Facebook ou ações no Instagram Stories.
  2. Quando um cliente entra no site, ele deve ser influenciado pelo processo de compra que você configurou para ele.
  3. Deve ser fácil para ele encontrar o produto e navegar sem problemas até que seja colocado no carrinho.
  4. O mais importante é a segurança. Os clientes devem se sentir seguros ao inserir dados pessoais e efetuar pagamentos.
  5. Depois disso, a entrega efetiva deve ser garantida. Rápido e fácil de usar.
  6. Um truque é pensar em um pacote personalizado com a mensagem dele. É a sua maneira de fidelizar a sua marca.

Ganhos que o UX design traz para e-commerce

Os lucros da sua empresa podem crescer com essa estratégia bem aplicada. Além disso,  existem outros ganhos e vantagens que um UX design fornece para o e-commerce, como:

  • Fidelização do cliente: uma vez que um cliente compra e tem uma ótima experiência, ele tende a comprar novamente;
  • Satisfação do Consumidor: Esteja totalmente engajado e tenha um produto de qualidade e você terá um cliente muito satisfeito;
  • Alcance espontâneo: As pessoas vão espalhar no boca a boca sobre o seu negócio digital. Uma boa experiência gera satisfação e, como resultado, os usuários recomendam sinceramente seu produto a outras pessoas;
  • Maiores taxas de conversão: mais clientes irão à sua loja e farão uma compra.

Por fim, é importante observar que cada tipo de e-commerce tem suas peculiaridades e essa jornada pode variar um pouco dependendo do que você vende. O ponto é que a experiência tem que ser positiva. E os benefícios do UX Design para e-commerce usando uma estratégia de UX podem oferecer uma gama mais ampla de vantagens do que temas prontos para uso que não consideram a jornada do usuário.

Gostou do conteúdo? Se inscreva em nossa newsletter para receber outros materiais como este! E lembre-se, se tiver alguma dúvida, deixe aqui nos comentários que teremos o prazer de responder.

Escrito por:
Karine Barbosa, Product Designer UX/ UI
at Corebiz

Serviço de otimização de conversão (CRO)