Metodologias ágeis: entenda como a Corebiz aplica esses princípios e o impacto na operação dos nossos clientes

Metodologias ágeis: entenda como a Corebiz aplica esses princípios e o impacto na operação dos nossos clientes

As metodologias ágeis são verdadeiras aliadas para a execução de projetos de diferentes dimensões. Empresas de todos os segmentos do mercado podem contar com a agilidade para fortalecer a cultura organizacional de maneira fluida. 

Mas ser ágil não quer dizer, necessariamente, ser mais rápido. Uma cultura pautada na agilidade representa estar adaptado a processos mais funcionais, ter facilidade no aprendizado e na adaptação. O segredo está no todo, no pensamento sistêmico. 

Até porque um time ágil passa a trabalhar com mais sinergia e integrado à equipe e às necessidades da empresa. Acompanhe a seguir e descubra como a Corebiz tem implementado a agilidade em seus projetos de maneira simples!

A agilidade e seu papel nas organizações

Existe uma confusão do termo “ágil” em relação à velocidade, não apenas devido à palavra, mas também porque as organizações que realizam a transformação ágil acabam fazendo entregas de valor agregado, com maior velocidade e periodicidade. Pois as equipes passam a priorizar as tarefas importantes que auxiliam no atingimento dos objetivos da empresa ou clientes.

O fluxo de trabalho se torna mais eficiente e produtivo, já que há uma melhor comunicação e colaboração de todos do time. O desperdício de tempo com atividades que não agregam valor, ou retrabalhos, por exemplo, são minimizados. Com isso, o tempo trabalhado e as entregas agregam mais valor ao objetivo ou negócio.

Ser ágil é ser, de fato, eficiente, fazer entregas de valor, trabalhar em conjunto, ter consciência do fluxo de tarefas, ter insights positivos, atuar com foco, validar se o caminho está correto e perseguir a melhoria contínua. Por meio de metodologias e suas ferramentas, é possível aplicar e alcançar tais ações.

As metodologias ágeis, portanto, são práticas com ferramentas que possibilitam fazer entregas de valor, mitigar riscos e incertezas, e diminuir custos do retrabalho. O Manifesto Ágil valoriza os pontos abaixo. Mesmo havendo valor nos itens à direita, valoriza-se mais os itens à esquerda:

Indivíduos e interaçõesProcessos e ferramentas
Software em funcionamentoDocumentação abrangente
Colaboração com o clienteNegociação de contratos
Responder às mudançasSeguir um plano
Tabela comparativa retirada do Manifesto ágil

O Manifesto Ágil, encontrado no site agilemanifesto.org é baseado em 12 princípios, que listamos abaixo:

  1. a maior prioridade é satisfazer o cliente por meio da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado;
  2. mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente;
  3. entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo;
  4. pessoas do negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto;
  5. construir projetos em torno de indivíduos motivados. Dê a eles o ambiente e o suporte necessário, e confie neles para fazer o trabalho;
  6. o método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é por meio de conversa face a face;
  7. software funcionando é a medida primária de progresso;
  8. processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente;
  9. contínua atenção à excelência técnica e bom design aumenta a agilidade;
  10. simplicidade é essencial, consiste na arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado;
  11. as melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto-organizáveis;
  12. em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo.

As metodologias ágeis são o caminho, mas não a receita pronta

A agilidade é uma cultura que visa a evolução contínua e a colaboração para atingir os objetivos desejados pela empresa. Existem inúmeras metodologias e práticas inspiradas nesta cultura, que proporcionam maior produtividade para a rotina das equipes

As metodologias ágeis adotam métodos para organizar o fluxo de trabalho, considerando a disposição e a realização de atividades em sequência lógica e, se possível, de forma automática. É um passo a passo para a execução de um trabalho, da maneira mais eficiente e prática possível. 

A sequência das atividades deve ser pensada de forma sistêmica, ou seja, para alcançar um fluxo ideal, é preciso fazer alguns estudos e análises, considerando diversos fatores como equipes, rotinas, processos, ferramentas e possibilidades. Por isso, a cadeia de processos é estudada, planejada, modelada e automatizada.

Conheça a base da metodologia ágil na Corebiz

Na Corebiz, o maior desafio sempre foi aplicar as metodologias ágeis de maneira que fizesse sentido e fosse sustentável para equipes que atuavam em multi-projetos, com clientes espalhados por diversos países da Europa e América Latina. 

Com isso, nossa metodologia base foi pensada para ser flexível e simples de aplicar, possibilitando diversos formatos de equipes, projetos e entregas a trabalharem no formato Ágil. Tornando-se um guia, e o primeiro passo, para equipes e organizações que desejam iniciar a implementação da agilidade, mas não sabem por onde começar. 

A metodologia Corebiz se baseia nos seguintes pilares: 

  • organização: sprints a partir de 2 semanas e utilização de ferramentas de workspace;
  • visibilidade: utilização de board Kanban para visibilidade das tarefas na ferramenta, com elementos de identificação pré-determinado (TAGs/ colunas/ uso de subtarefas);
  • etapas do workflow ágil, com o auxílio dos ritos: planejamento (planning), execução (dailys) e revisão (retrospectiva).

Neste cenário, é possível ter um agilista olhando para três equipes ou empoderar o squad líder a implementar, acompanhar e evoluir o time dentro da agilidade. Tudo pode ser flexível, mas seguindo estes princípios bases e modulando o que for necessário, garantimos através de uma metodologia simples a implementação mais rápida na prática da cultura ágil dentro da empresa. 

Nossos primeiros e principais passos para disseminar a cultura ágil dentro da organização

Nossos primeiros e principais passos se baseiam em ter um líder do capítulo de agilidade dentro da empresa, o Chapter Leader Ágil, responsável por iniciativas que fomentam a cultura. Essa pessoa não gerencia os colegas, mas apoia tudo e todos dentro do tema. 

Com isso, institui-se uma tribo de agilidade, que convida e integra pessoas de qualquer competência para fazer parte, visto que a agilidade é uma cultura mais que uma competência.

Nesta tribo, acontecem os papos, compartilhamentos e direcionamentos sobre agilidade. Considerando que tudo que será disseminado ou compartilhado a nível global inicia-se nela, como por exemplo os treinamentos, conteúdos e iniciativas de disseminação. Todos os encontros são gravados e registrados para acompanhamento dos integrantes, seguindo uma trilha.

O registro desses encontros e os conteúdos sobre o tema ficam disponíveis para consulta de todos da companhia, juntamente com os vídeos feitos nos encontros da tribo, a fim de garantir uma melhor compreensão do que está sendo apresentado. 

O Chapter Leader permanece sempre à disposição de todos, independente de nível hierárquico, para auxiliar ou esclarecer qualquer dúvida sobre o tema agilidade ou gestão das equipes.

E de tempos em tempos, este líder pode eleger ou fazer o convite, para um time (squad) implementar a metodologia. Alinhando junto a liderança do mesmo, que ao finalizar a implementação, será necessário nomear um responsável para dar continuidade e evoluir o tema. 

Nas implementações, foi possível identificar evoluções gradativas do time em seu comprometimento, com foco, atuação segura e auto suficiente nas atividades, visto a clareza e visibilidade que agilidade emprega para que todos saibam o por quê e o que precisa ser feito.

A seguir você verá alguns dos relatos de pessoas que participaram e passaram por essa transformação:

“A adesão aos processos ágeis melhorou não só a questão de prazos, como também a qualidade da entrega, tendo em vista que temos mais visão do projeto, dos objetivos e podemos planejar melhor cada passo na implementação das tarefas”.

Stella Soares, Desenvolvedora na Corebiz

“Agilidade é topersan! Eu particularmente trabalho muito melhor quando sinto que está bem organizado e planejado o que fiz, faço e irei fazer, e nesse ponto a agilidade me ajudou muito. Quando pessoas de fora me perguntam “como está o serviço?”, eu sempre respondo “Nossa, você não imagina como é organizado as coisa por lá”. Isso graças à agilidade”.

Maurício Rezende, Desenvolvedor na Corebiz

“Foi um grande salto para a organização dos projetos, visão das demandas e entregas feitas, como também o time cada vez mais unido e integrado. Melhorando tanto a visão do trabalho, quanto à parceria da equipe”.

Will Lopes, Tech Lead – UX & UI na Corebiz

Resultado e impactos 

Há um pouco mais de um ano desenvolvemos a metodologia para base da Corebiz, pautada nos princípios básicos, considerando as ferramentas utilizadas pela companhia e quaisquer limitações que temos ou podemos encontrar em nosso formato . A metodologia foi pensada para um time com o cenário mais “caótico” possível, o que nos permitiu trabalhar com qualquer realidade, e os resultados dessa implementação você confere a seguir:

Atualmente temos em torno de 13 equipes, ou mais, guiando-se a partir da metodologia. Considera-se que pode existir mais pois a cultura, junto da metodologia, tomou vida própria e muitos times passaram a utilizá-la independentemente.

Houve também nesse período em torno de 4 profissionais, que já eram da Corebiz, que abraçaram a oportunidade de migrar para uma posição de agilista. Com responsabilidade de gerir e continuar a aplicação da metodologia dentro de seus times, e auxiliando na implementação em outros que ainda não praticam agilidade. 

A agilidade ganhou vida própria na companhia, com profissionais disseminando e levando esta bandeira para toda a empresa em diversas equipes e áreas. Alguns mais interessados, mergulhando no tema para serem proprietários dele como agilistas e disseminadores, enquanto outros jogam sementes por onde passam. 

Isso gerou compartilhamentos de cases de sucesso iniciados na tribo de agilidade, através de trocas sobre o tema.

Como por exemplo, a iniciativa de um papo sobre VTEX IO e a integração de times de um mesmo cliente. Ou seja, indo além da organização e metodologia, revelou-se a força da compreensão do conceito e cultura que a agilidade emprega.

Um case de projeto que destacou-se, foi a implantação do e-commerce para o cliente Arno, uma das maiores fabricantes de produtos para o lar, pertencente ao Grupo SEB. O projeto rodou 100% no modelo ágil e rendeu bons feedbacks tanto da parte da equipe como do cliente.

Entre os pontos destacados, por ambos os lados, a organização e visibilidade foram fundamentais para garantir uma entrega de excelência e atender às principais necessidades do cliente para o projeto.

Conclusão

Utilizar as metodologias ágeis nas empresas garante um processo produtivo mais saudável para todos os envolvidos, impactando no desempenho geral da equipe, logo também nas entregas e nos resultados positivos.

As pessoas são a base para o desenvolvimento dos projetos, seja de um produto ou de um serviço. E para entregarem o melhor de si, é fundamental que exista um ambiente que proporcione os recursos e as interações necessárias para obter o sucesso.

Nos processos e projetos ágeis as mudanças são sempre bem-vindas. E mesmo que as decisões do cliente interfiram no andamento ou fluxo de trabalho, sempre considera-se e aplica-se (com o menor impacto possível) tais mudanças, contanto que promovam maior vantagem competitiva.

A prioridade é atender aos clientes por meio da entrega adiantada e contínua de valor, por isso ser flexível é essencial! E são as metodologias e suas ferramentas, que nos permitem adotar tais práticas com o menor risco possível.

Sobre a Corebiz

Parte do Grupo WPP, a Corebiz é especializada em serviços de implementação e evolução de E-commerce. Hoje, contamos com mais de 600 colaboradores pelo mundo, e mais de 140 clientes e projetos ativos em diversos países. Nossas soluções atendem as demandas dos negócios de ponta a ponta de e-commerce como Motorola, HP, Chilli Beans, Ambev, entre outros.

Espero que esse conteúdo seja útil para que você consiga implementar a agilidade no dia a dia das suas entregas e de sua equipe. E caso queira receber mais conteúdos como este, não deixe de se inscrever em nossa newsletter!

Escrito por:
Priscila Collalto, Chapter Leader Agile
at Corebiz