Voice Commerce: adaptando o comércio eletrônico para a era dos dispositivos inteligentes

Os dispositivos inteligentes já fazem parte do dia a dia das pessoas. Por isso, o comércio eletrônico precisa se adaptar a essa nova era para oferecer a melhor experiência para os clientes. Uma das formas de fazer isso é por meio da implementação do voice commerce.

Nessa modalidade de comércio, os comandos por voz e os assistentes virtuais são protagonistas. Eles facilitam a navegabilidade e trazem facilidade na hora de fazer compras. Sendo assim, o seu negócio também precisa se atualizar para fazer parte dessa era e não perder espaço para a concorrência. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo!

Como o voice commerce funciona?

No voice commerce, os consumidores fazem compras de uma forma não convencional. Em vez de digitar no celular ou no computador aquilo que estão buscando, utilizam comandos de voz. Para isso, assistentes virtuais, como Alexa, Google Assistent e Siri são acionados. A pessoa dá o comando e eles buscam o produto desejado.

Essas ferramentas de Inteligência Artificial fazem uma varredura nos sites que já aderiram ao voice commerce e apresentam resultados para o consumidor escolher. Todo o processo de compra pode ser realizado dessa forma, inclusive as etapas de frete e pagamento.

Por que oferecer voice commerce?

A oferta de voice commerce é uma atualização dos negócios digitais. Essa funcionalidade acompanha os novos hábitos de navegabilidade dos usuários da internet, trazendo praticidade e autonomia, além de poder escolher para eles.

Oferecer o voice commerce ainda é um diferencial. Portanto, você pode se destacar da concorrência ao aderir a essa tecnologia. Sem falar do alcance de um público maior.

Você terá acesso às pessoas que já utilizam os assistentes virtuais, e aqueles que apresentam algum tipo de dificuldade com a digitação de termos. Promoverá a inclusão desse público mais específico. Logo, as chances de venda aumentam.

Como implementar o voice commerce na loja virtual?

A implementação do voice commerce não é algo tão difícil quanto parece. Bastam algumas adequações para que essa tecnologia já esteja disponível. Confira a seguir as etapas fundamentais para fazer a adaptação do seu negócio à era dos dispositivos inteligentes.

Integre o site aos assistentes de voz

Os usuários de voice commerce precisam do suporte de assistentes virtuais para utilizar essa funcionalidade. Então, o primeiro passo é fazer a integração do seu site a esses assistentes. É importante diversificar as alternativas para alcançar usuários do Google, da Apple, da Amazon e assim por diante.

Dessa forma, você vai oferecer um suporte muito mais amplo e alcançará um público maior. Para fazer essa integração é preciso utilizar uma API (Application Programming Interface).

Invista na segurança do site

Para que o usuário utilize a busca por voz no seu e-commerce ele precisa sentir que o ambiente é seguro. Portanto, é indispensável investir na proteção do seu site, inclusive para que o seu próprio negócio não acabe sendo vítima de fraudes.

O sistema que vai processar os dados informados por voz é o mesmo que processa quando eles são digitados. Então, você precisa de certificado SSL, um sistema antifraude e deve garantir que todo o processo esteja em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados.

Revise a otimização do conteúdo

As pessoas falam de uma forma diferente da que escrevem. Por isso, se você quer implementar o voice commerce na sua loja virtual, será necessário também fazer uma revisão da otimização do conteúdo, ou seja, das suas estratégias SEO. Ele precisa ser trabalhado com características da oralidade para aumentar a visibilidade do seu site para os assistentes de voz.

Use uma linguagem mais natural

Na hora de criar títulos, descrições, FAQs e outros conteúdos, procure utilizar uma linguagem mais natural. As buscas são feitas no formato de pergunta, então, os textos precisam trazer respostas para essas questões.

Também é importante ter menos formalidade. Evite os termos muito rebuscados e procure sempre pensar do ponto de vista de quem faz a pesquisa. Se fosse você, como faria essa busca?

Capriche nas descrições

As descrições devem ser criadas seguindo o mesmo princípio: uma linguagem mais natural, menos formal e que responda às perguntas dos usuários. Produza textos claros e bem detalhados para apresentar todas as características do produto que você está apresentando.

Afinal, o assistente de voz poderá apresentar esse texto para o usuário. Então, é fundamental que as informações não deixem nenhuma margem de dúvida e descrevam com precisão o item.

Busque a primeira posição das buscas

Os assistentes de voz costumam dar prioridade para os primeiros resultados da lista de busca. Então, para implementar o voice commerce com sucesso, é fundamental conquistar os featured snippets, também conhecidos como posição zero do Google.

Uma das maneiras de alcançar essa posição privilegiada é incluir perguntas e respostas nas páginas dos produtos. O texto que responde a uma determinada dúvida precisa ser muito objetivo para aparecer no topo. Também deve incluir a palavra-chave e ter cerca de 40 a 50 palavras.

A implementação do voice commerce pode ser um divisor de águas para o seu comércio eletrônico. Suas chances de vender tendem a aumentar de maneira significativa, e o seu negócio ficará atualizado com as novas tendências de comportamento do consumidor. Por isso ganhará destaque.A Corebiz disponibiliza várias soluções para que o seu negócio esteja sempre à frente da concorrência. Entre em contato e conheça o nosso trabalho.

Escrito por:
Philipe Castro, Analista de SEO Pl. | Motorola Brazil
at Corebiz

Serviço de otimização de conversão (CRO)