Live commerce: o que é e como aplicar na estratégia do seu e-commerce

Live commerce: o que é e como aplicar na estratégia do seu e-commerce

O live commerce pode não ser apenas mais uma estratégia, mas a melhor estratégia de vendas online que você já viu. Há alguns argumentos sólidos para justificar essa afirmação.

200 milhões de visualizações é uma boa justificativa? E aumentar o ticket médio em 30%? Que tal 15 mil vendas de um mesmo produto em apenas 15 minutos?

Esses são apenas alguns números que ilustram o poder do live commerce. Como isso se explica? A resposta está ao longo do post. Veja definições, estratégias e números reais dessa prática. Confira!

O que é live commerce?

Live commerce ou live shopping é uma nova estratégia de vendas online que une o live streaming ao e-commerce para atrair um número bem mais expressivo e segmentado de visitantes e ampliar a conversão.

O mindset está na interatividade com o lead. Muitos usuários já aprenderam a comprar online e entenderam que é um processo interessante e funcional. No entanto, eles sentem a falta de um elemento considerável: o contato humanizado.

Então, o live commerce é desenvolvido justamente para atuar nesse gap. O usuário falará ao vivo com alguém, terá respostas imediatas, descobrirá a opinião de uma pessoa real, sem cortes, sem edições, ou manipulação de informação. O resultado disso? Mais credibilidade, menos objeção de compra e mais resultados.

Finalmente, entenda que o Live Shopping não é um vídeo ao vivo para direcionar o cliente para o site de compras. A estratégia está em gerar a live e a venda na mesma plataforma, com poucos cliques e de forma segura.

Quais as principais vantagens?

Três vantagens são inegáveis para quem implementa essa inovação: maior exposição da marca, aumento da taxa de conversão, e autonomia para manuseio. A primeira proporcionará resultados em longo prazo, já a segunda gera retorno imediato, sendo que são dois pontos centrais para qualquer negócio. Também poderíamos citar aqui ótimos benefícios indiretos como redução de custos e qualificação de leads, mas reduzir drasticamente a distância entre número de visitas e vendas é um norte que todo gestor deseja.

A terceira vantagem é a facilidade em ativar ou desativar essa ferramenta dentro do e-commerce, pois uma vez que a ferramenta foi instalada e configurada o gerente de e-commerce ou gerente de vendas não dependem mais de um desenvolvedor para dar visibilidade a essa ferramenta dentro da sua loja, ficando disponível a qualquer momento para uso.

Para quem é o Live Commerce?

Se você pensa pequeno, o live commerce não é para você. Se não está disposto a investir, não é para você. Se você não quer conquistar liderança de vendas, não é para você, se não quer revolucionar a sua interação com o cliente, o live commerce definitivamente não é para você.

Agora, se você já é um gestor de excelência, mas não descansa com os seus números, deseja fazer algo realmente diferente e se pulsa em você o desejo de que o cliente veja algo especial na sua marca para comprar com ela, o live commerce sim, é para você.

Estamos falando aqui de altos gestores que entendem que a inovação, a expertise e o insight não devem vir por acaso. Esse trabalho é constante. A busca do diferencial competitivo é fundamental para o cliente olhar para a sua marca, seja em nível nacional ou internacional. E não é só isso, ele precisa se conectar com ela.

Qual a origem do live commerce?

O ano era 2017 e poucos conheciam o live shopping, mas um gigante mundial já experimentava números expressivos no comércio eletrônico com esse recurso, isso em nível mundial. Talvez não seja surpresa que esse país seja a China. O relatório era do Instituto Mckinsey e alguns dos surpreendentes números revelaram:

  • aumento de 1 para 40% da participação mundial no comércio eletrônico em apenas uma década;
  • transações superiores ao total de 5 países juntos (França, Alemanha, Japão, Reino Unido e Estados Unidos);
  • US$ 790 bilhões em pagamentos online em 2016 (número 11 vezes maior que os Estados Unidos).

Logicamente que os grandes atores do Mercado como Baidu, Alibaba e Tencent têm boa parcela nessa evolução, mas um recurso em especial contribui fortemente para isso: o live streaming.

O Taobao Live pode ter sido o marco inicial do mercado chinês, mas o fato principal é que o live shopping deve dobrar sua representação no GMV total do e-commerce chinês em 2022 e alcançar 20% dos resultados de vendas segundo estimativas da HSBC e Qianhai.

Quando a estratégia surgiu no Brasil?

Não é segredo para ninguém que a transformação digital acelerou absurdamente durante a pandemia de COVID-19. Nesse cenário, a live apareceu como um recurso muito interessante usado por atores, cantores, personalidades e os próprios sites de e-commerce.

Veremos mais à frente que a iniciativa “Americanas ao Vivo” foi uma das grandes aparições do Live Commerce no Brasil e gerou 200 milhões de visualizações. Outras marcas de grande representatividade que realizaram lives foram a Dengo (empresa de chocolates) e a Alphabeto (marca de moda infantil).

Como usar o live commerce como estratégia?

Dentre as várias funções oferecidas, o Live Commerce aparece como uma estratégia para impulsionar as vendas do e-commerce, criar relacionamento com o cliente e aumentar o engajamento desse público com a marca. Conheça agora, as melhores práticas de implementação dessa inovação.

Aprimore sua visão do cliente ideal

Tenha você ou não a percepção ideal do seu público, nunca é demais fazer um aprimoramento e buscar as ações mais adequadas. Talvez, o contrato com determinado influencer pode parecer interessante à primeira vista, mas gerar um desconforto com quem você realmente pretende interagir.

Em tempos de polarização de pensamentos e ideias, é sábio escolher a personalidade sem que isso acabe sendo um ponto de influência. Ou seja, o ideal é que a estratégia de Live Shopping aloque profissionais que compartilhem os mesmos valores, pensamentos e características do seu melhor público.

Faça ajustes técnicos

É importante compreender com exatidão a proposta do Live Shopping para não cometer erros. O objetivo é oferecer uma plataforma integrada e rápida para que o usuário tenha uma experiência de compra o mais próximo do presencial. Lembrando que uma live para realizar vendas é diferente, pois o processo de compra não acontece no mesmo canal.

Nesse ponto, alguns elementos precisam ser considerados como controle correto do estoque, suporte para um grande fluxo de visitantes, preços e promoções atualizados, plataforma integrada, informação completa dos produtos, dentre outras práticas como uma navegabilidade bem pensada .

Aplique o Marketing de Influência

O Marketing de influência é uma das bases fundamentais de implementação de estratégias de Live Shopping. Veremos a seguir que a contratação de influenciadores pode ser determinante para o sucesso das estratégias.

Influência, autoridade e liderança são alguns dos atributos explorados por esse tipo de marketing. A autenticidade da mensagem também é um fator de sucesso nessa estratégia.

É necessário bastante cuidado nessa escolha, já que o influenciador pode refletir a imagem da marca. Uma análise minuciosa sobre o perfil do consumidor e o alinhamento com a personalidade escolhida é fundamental para que o Marketing de Influência funcione no Live Commerce.

Serviço de otimização de conversão (CRO)

Contrate influenciadores

A contratação de influenciadores pode ser uma excelente alternativa. Essa estratégia chama bastante a atenção do consumidor. Nesse caso, é possível contar com celebridades e grandes personalidades.

O investimento costuma ser alto, mas o retorno pode surpreender e continuar em crescente, mesmo após o término da live. Um perfil interessante é o KOL (Key Opinion Leader). Essa pessoa terá autoridade no tema explorado para gerar confiança na compra.

Já o KOC (Key Opinion Consumers) tem menor apelo, mas consegue gerar grande autenticidade no discurso, já que representa a visão de um consumidor comum sobre os benefícios da compra.

Ofereça promoções e condições especiais

As lives representam oportunidades para os dois lados. Nesse ponto, é importante explorar estratégias inteligentes como promoções, ofertas e condições especiais de compra por tempo limitado.

O apresentador ou vendedor terá uma função importante nisso, utilizando gatilhos mentais como escassez e urgência. Use essa estratégia com inteligência para equilibrar a lucratividade da iniciativa.

Ofereça entretenimento

O Live Shopping pode ser uma ótima oportunidade para oferecer diversão ao lead. Isso também colabora positivamente com a experiência do cliente, já que proporciona um ambiente leve e descontraído para a realização de uma compra.

Não há dúvidas que as estratégias de e-commerce são eficazes e geram uma lucratividade significativa para os negócios. Porém, nunca deixará de existir no consumidor o desejo do contato humano e da descontração. Unir esses valores ao processo de compra é o desafio vencido pelo Live Shopping.

Implemente plataformas especializadas

Nesse caminho de inovação, não pode faltar a consideração de uma plataforma de Live Shopping especializada. O desenvolvimento de soluções próprias nem sempre compensa, pois é um processo muito mais demorado e caro.

Nesse ponto, as plataformas prontas são fundamentais para acelerar a implementação e obter as verdadeiras vantagens do Live Shopping no negócio.

Quais os principais cases de sucesso?

Uma excelente forma de compreender o sucesso das estratégias de live shopping é observar os resultados de grandes marcas espalhadas pelo mundo em relação a lucros e receitas, taxas de engajamento, fidelização e valor efetivo adicionado às empresas. Acompanhe agora os principais casos.

Li Jiaqi

Um dos grandes exemplos foi o Rei do Batom na China (King of Lipstick) vendeu 15 mil batons em apenas 15 minutos. Isso foi possível por meio de uma live no site chinês Taobao.

Alibaba

A Alibaba é outra marca chinesa que pode ser vista como um grande exemplo de sucesso na implementação de estratégias Live Commerce. Um feriado importante no país como o Dia dos Solteiros foi explorado para atingir a marca de quase 3 bilhões de dólares em vendas. Isso aconteceu em 2019.

TMON

Já a TMON conquistou números importantes em 2017 com o Live Commerce. Após o lançamento de um serviço próprio, a taxa de conversão aumentou em 21%, gerando uma receita 130 vezes maior.

Americanas S.A.

As Lojas Americanas foram uma das pioneiras na implementação de live commerce no Brasil. Isso aconteceu mais precisamente no início da pandemia de COVID-19.

Por meio de um marketplace certificado VTEX a marca desenvolveu a iniciativa Americanas ao Vivo e conquistou um engajamento significativo atingindo mais de 200 milhões de visualizações na live. As lives continuam acontecendo e estão gerando números importantes como:

  • mais de 50 horas de transmissão;
  • crescimento de mais de 10 vezes na busca por produtos;
  • conversão de vendas 7 vezes maior.

Dengo

A Dengo é outra marca que identificou o potencial das estratégias de Live Shopping e investiu na plataforma. Isso aconteceu antes mesmo da pandemia e a solução já estava pronta em 2019.

Com o fechamento das lojas durante a crise, a marca acabou conquistando um aumento de mais de 1000% em pedidos por dia por meio da plataforma de Live Shopping.

Alphabeto

A Alphabeto é outra marca nacional que conseguiu números expressivos com as tecnologias de Live Commerce. Um novo perfil de público surgiu e com isso foi possível aumentar o ticket médio em 30%. Além disso, a quantidade média de produtos por compra também subiu em 50%.

O aumento de engajamento foi outra resposta importante à implementação de estratégias de Live Shopping. No dia das lives, a média de visitas subiu de 8 para 20 com leads qualificados.

Quais são as principais funcionalidades do App de Live Commerce da VTEX?

Nós desenvolvemos soluções personalizadas baseadas no App de Live Commerce da VTEX, reconhecida como a melhor plataforma do mundo para Live Shoppings. Entre as principais funcionalidades destacamos:

  • navegação intuitiva e 100% nativa, desenvolvida para iOS e Android para oferecer alta performance e fluxo de compras simples e fácil;
  • solução Omnichannel com pagamento unificado com a plataforma VTEX e gestão integrada da relação com o cliente, independente do canal;
  • CRM próprio para proporcionar engajamento e fidelização do cliente, além de aumento de frequência de compra;
  • foco em UX e UI;
  • personalização para o uso da ferramenta dentro da plataforma;
  • funcionalidade live commerce VTEX; dentre outras.

Corebiz como a maior parceira da VTEX no mundo

A Corebiz está no mercado desde 2013 entregando excelência para os seus clientes. Nós entregamos soluções personalizadas para todos os modelos de negócio como:

  • B2C;
  • B2B;
  • Marketplace;
  • Grocery; e outros.

Todo o esforço dedicado durante esses anos nos rendeu mais de mil projetos entregues em 43 países. Por conta disso, nos tornamos a maior referência em implantações de negócios digitais na Europa e na América Latina e hoje somos a maior parceira VTEX do mundo.

Sabemos que o que todos os negócios precisam é de resultados. Nesse ponto, as melhores estratégias estão voltadas para UI (User Interface) e UX (User Experience), além é claro da taxa de conversão.

Se você leu o post completo, o mindset está pronto. E a ação também está disponível. Está comprovado que a solução funciona para grandes resultados, grandes iniciativas.

Neste artigo, você entendeu com detalhes o que é e como funciona o live commerce. Além disso, descobriu como ele pode ser implementado em sua estratégia online.
O maior parceiro de soluções live commerce VTEX do mundo está a apenas um clique de distância. Conheça a consultoria de e-commerce da Corebiz!

Escrito por:
Nathalya Minelli, Product Owner da Squad Océane
at Corebiz