Planejamento estratégico para 2023: inspire-se em dados poderosos sobre as tendências para o e-commerce

Planejamento estratégico para 2023: inspire-se em dados poderosos sobre as tendências para o e-commerce

Conhecer as estatísticas do e-commerce é um passo importante para começar a estruturar o planejamento estratégico da empresa para o próximo ano. Com isso, é possível aproveitar o que está em alta e investir em iniciativas para atrair cada vez mais o público certo.

Desde 2012, as vendas no e-commerce apresentam um ótimo crescimento. Além disso, as expectativas do mercado são de aumento nas tendências de compras online, com o setor atingindo os 171 bilhões de dólares até 2023, no Brasil. 

Sendo assim, vale a pena conhecer as boas práticas de mercado para saber onde investir e como fazer essas implementações de forma estratégica. Neste conteúdo, conheça as principais tendências e se inspire para montar o planejamento de seu negócio!

Omnichannel

O ano de 2022 começou com um grande avanço do modelo híbrido em diferentes esferas do mercado e o mesmo é esperado para 2023. Isso significa uma grande integração entre o ambiente online com os locais presenciais. É por esse motivo que continuar investindo em omnichannel é uma ótima ideia.

No Brasil, cerca de 60% do público brasileiro tem preferência pela integração de diversos canais de compra, de acordo com uma pesquisa realizada pelas empresas All In, Social Miner e Opinion Box.

Além disso, segundo o The 2022 Global Digital Shopping Playbook Series, um estudo da PYMNTS em colaboração com a Cybersource, 24% dos consumidores brasileiros usam os celulares em lojas físicas para comparar os preços dos estabelecimentos online. 

Outro dado relevante foi gerado pelo estudo sobre a experiência omnichannel da NiceInContact. O levantamento observou que cerca de 90% dos clientes preferem iniciar as compras no ambiente online e concluir nos estabelecimentos físicos.

Por isso, os investimentos em omnichannel, principalmente para as empresas que também contam com pontos físicos, são promissores. Para negócios com atuação totalmente online, escolher soluções que auxiliam o e-commerce, como o marketplace, pode ser uma saída para também marcar presença em diferentes canais.

Frete grátis

Um relatório sobre o comportamento dos consumidores, publicado pela Data Reportal, em parceria com a We Are Social e a Hootsuite, também trouxe dados interessantes sobre as tendências de e-commerce.

Quase 50% dos entrevistados responderam que o frete grátis é o recurso que mais gera motivação para realizar compras online. Esse é um indicativo de que contar com esse tipo de oferta influencia fortemente a decisão de compra dos clientes.

Em seguida, cupons de desconto e as avaliações de outros consumidores estão entre os principais motivos que aumentam a preferência pelo e-commerce. Sendo assim, na hora de fazer o planejamento de marketing e de vendas, esses são fatores que devem ser levados em consideração na criação de campanhas.

Mobile Shopping

Outro comportamento em alta nos consumidores do comércio eletrônico brasileiro é a de compras online por meio de dispositivos móveis. Essa tendência recebe os nomes de mobile commerce ou mobile shopping e demanda uma maior atenção para a responsividade dos sites de vendas das empresas.

O Capterra realizou um levantamento com mais de 1.000 consumidores brasileiros e observou que 64% utilizam, primeiramente, os smartphones ou tablets para realizar suas compras online. Esse comportamento, inclusive, foi nomeado como mobile first.

Um dos principais motivos para que isso aconteça é a facilidade de acesso. Afinal, só no Brasil, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) constatou mais de 242 milhões de smartphones em atividade em uma pesquisa do uso da TI  — um número maior do que a população brasileira. Sendo assim, é muito mais fácil navegar pelos canais quando tudo está na palma da mão.

Comunicação ao vivo

Com o aumento do uso de dispositivos móveis, os métodos de comunicação também mudaram ao longo dos anos. Atualmente, as ligações telefônicas não são mais as favoritas do público, tendo em vista que existem inovações mais interessantes.  

Não é à toa que 48% dos consumidores preferem o primeiro contato diretamente com um chat online com um profissional atendente para comunicação ao vivo, de acordo com uma pesquisa sobre atendimento ao cliente do Capterra.

A possibilidade de autoatendimento também está em alta entre os consumidores. Dentro desse contexto, a tecnologia de chatbot é mais uma que se destaca, pois dá acesso a um canal de comunicação de atendimento integral, independentemente da hora e do dia.

As estimativas da Gartner são de que o chatbot se torne o principal canal de atendimento escolhido pelo público até 2027. Tendo em vista que essa solução se integra ao omnichannel e às mudanças provocadas pela transformação digital, essa é uma perspectiva interessante e que pode ser adotada por diversas lojas virtuais. 

Publicidades nas redes sociais

Apesar de ser um conceito ainda pouco conhecido entre as pessoas, no mundo dos negócios, a ideia de Social Commerce só tende a crescer. As compras influenciadas pelas redes sociais já fazem parte da vida de 75% dos consumidores, de acordo com a pesquisa “Social Commerce 2.0” da All iN com a Opinion Box. 

Outro fator que merece atenção são as avaliações de clientes. 41% dos entrevistados relataram que levam em consideração os comentários sobre as experiências de outros consumidores nas redes sociais para decidir se fecha ou não negócio com uma marca.

É por esse motivo que vale a pena investir na gestão de mídia. Nesse contexto, é interessante aproveitar a capacidade de anunciar nas redes sociais e, principalmente, as parcerias com influenciadores digitais.

Além disso, investir na comunicação por meio das redes sociais e interagir com o público faz toda a diferença no que diz respeito à construção de um branding consistente da empresa no ambiente virtual. Afinal, outros potenciais clientes podem observar como é o atendimento da loja e decidir se desejam ou não realizar a compra no e-commerce.

Como visto, os dados do e-commerce podem incrementar o seu planejamento estratégico para 2023 e fazer com que o seu negócio tenha cada vez mais sucesso ao investir no que está em alta entre o público. É por esse motivo que realizar uma boa pesquisa de mercado dá acesso a informações estratégicas para encontrar as tendências que combinam com o perfil da sua empresa e aproveitá-las para atingir cada vez mais resultados melhores.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite e veja também ótimas dicas para investir em estratégias de CRM para ter sucesso no seu e-commerce!

Rodolfo Alves

Escrito por:
Rodolfo Alves, VP Business Development and Partner
at Corebiz

Serviço de otimização de conversão (CRO)

Escrito por